Ourilândia: Sintepp cobra a 2ª dose e protocolos de segurança para retorno das aulas

Em Reunião realizada na manhã de terça-feira, 10, na Biblioteca Pública Municipal José de Alencar, provocada pelo Sintepp Ourilândia, ficou decidido o retorno às aulas presenciais com 50% dos alunos em sala de aulas no dia 13 de setembro do ano em exercício.

Antes, esse retorno às aulas presenciais estava previsto para o dia 16 de agosto, sem o cumprimento da aplicação da segunda dose da vacina aos profissionais em educação do município e discentes na faixa etária de 18 anos. Ficou para outubro a volta às aulas presenciais com 100% dos educandos.

Participaram da reunião, representantes do Ministério Público, Gestor da Educação, Câmara de Vereadores, Jurídicos da Prefeitura, Câmara Municipal, Conselhos Municipais de Educação e Conselho Municipal de Saúde e Sintepp Ourilândia.

Todas as autoridades presentes foram unânimes ao retorno às aulas presenciais, porém foram firmes que somente após todos os profissionais em educação serem vacinados.

“Estou muito feliz por mais uma vez o Sintepp Ourilândia ter cumprido o seu papel, que é defender uma educação pública de qualidade e a luta por nenhum direito a menos”, afirmou Jucenys Vieira, coordenador geral da Subsede do Sintepp/Ourilândia.

Foi um acordo muito bem feito, bem celebrado entre as instituições ali representadas. “Cobramos um retorno seguro das aulas, mediante a vacinação de todos os nossos profissionais trabalhadores e trabalhadoras na educação Ourilandense nas redes públicas municipal e estadual, além de solicitarmos que fossem cumpridos os demais protocolos de segurança exigidos pelo MEC”, concluiu Vieira.

© Copyright SINTEPP

Desenvolvido por Netozip

Receber informativos exclusivos

Cadastre-se para receber nossos boletins informativos, aviso de lives e reuniões do SINTEPP

Também não gostamos de SPAM, fique tranquilo, seus dados estão guardados de forma segura e utilizaremos exclusivamente para enviar nossas novidades.