SINTEPP Moju divulga Nota de Repúdio ao Governo Helder Barbalho

O documento, anunciado nesta terça-feira (20), critica o assédio moral e perseguições aos educadores lotados no Sistema Modular de Ensino do município. Leia abaixo na íntegra:

NOTA DE REPÚDIO AO GOVERNO HELDER BARBALHO

É com indignação que recebemos a notícia de REMOÇÕES EX-OFÍCIO de servidores da Secretária de Estado de Educação, a pedido do Chefe da Casa Civil do Governo, o Sr. Iran Ataíde de Lima.

Os docentes Amilton de Moraes Gordo e Antônio Geraldo, ambos professores do Sistema Modular de Ensino (SOME), e com mais de década de atuação no Sistema, foram surpreendidos com remoção do SOME para o Ensino Regular, num formato totalmente fora da prática administrativa coerente, sem permitir aos servidores o direito do contraditório, sem ouvir sequer os referidos e sem nenhuma justificativa.

A remoção e retira de sala de aula destes dois educadores em plena atividade, deixou turmas sem professores, prejudicando deste modo centenas de alunos.

Qual seria a motivação para tais remoções? A única possível é ilegal e vergonhosa, pois, deixa parecer se tratar de mera retaliação política.

O que nos chama a atenção é que ambos os servidores estavam lotados no município de Moju, onde a esposa de Iran Lima, Srª. Nilma Lima, foi eleita prefeita no último pleito, tendo os educadores removidos injustificadamente feito campanha ao campo adversário.

Será que a Prefeita de Moju usa seu esposo para atacar seus desafetos políticos?

E, o GOVERNO HELDER BARBALHO, será que assina em baixo, dessa barbárie administrativa, através de seu Secretário?

A CASA CIVIL deveria ocupar-se dos diversos problemas que lhe compete. Deveria, por exemplo, buscar meios para que o piso do magistério seja pago aos servidores do Estado.

Ao contrário disso, temos remoções arbitrárias que fogem de sua responsabilidade administrativa e que nada têm a ver com o interesse público.

Portanto, entendemos que a arbitrariedade do governo é flagrante quando se vê a CASA CIVIL passar por cima da autonomia e competência da SEDUC para interferir no processo de lotação de seus servidores.

O SINTEPP não poderia deixar de repudiar essa ação politiqueira do GOVERNO HELDER, e ainda prestar a solidariedade aos professores afetados, colocando a disposição o setor jurídico de nosso sindicato para fazer frente a esta afronta e defender os direitos dos trabalhadores!

HELDER PAGUE O PISO!

SINTEPP – Subsede Moju.

© Copyright SINTEPP

Desenvolvido por Netozip

Receber informativos exclusivos

Cadastre-se para receber nossos boletins informativos, aviso de lives e reuniões do SINTEPP

Também não gostamos de SPAM, fique tranquilo, seus dados estão guardados de forma segura e utilizaremos exclusivamente para enviar nossas novidades.