Salinas: categoria prioriza unidade e mantém greve

De mãos dadas e erguidas e em uma substancial demonstração de unidade e força os trabalhadores em educação no município de Salinópolis, na Regional Nordeste II do Sintepp, deliberaram na tarde de ontem (25) pela manutenção da greve.

A categoria não aceita os atrasos de salários e os cortes protagonizados pelo prefeito Paulo Henrique (PSDB) e vê na radicalização do movimento a única possibilidade de reverter o quadro caótico que hoje é enfrentado na cidade.

Os educadores, que já ocuparam a Câmara Municipal, ainda tiveram uma redução imposta por portaria que estabelece que todos recebam apenas 100h, o que é ilegal.

A Coordenação do Sintepp segue buscando o diálogo, no entanto as evoluções são pífias. As Coordenações Estadual e Regional seguem no município acompanhando as mobilizações.

Só avança quem luta!

© Copyright SINTEPP

Desenvolvido por Netozip

Receber informativos exclusivos

Cadastre-se para receber nossos boletins informativos, aviso de lives e reuniões do SINTEPP

Também não gostamos de SPAM, fique tranquilo, seus dados estão guardados de forma segura e utilizaremos exclusivamente para enviar nossas novidades.