Administrativos e professores de Bragança deliberam por greve na rede

A pauta principal é atraso nos salários.

Os trabalhadores em educação da rede municipal de Bragança, reunidos em assembléia na manhã desta sexta-feira (22), deliberaram por greve por tempo indeterminado contra o atraso de salários promovido pelo governo.

Os apoios administrativos entram imediatamente em greve e os professores a partir de 01.02, não iniciando deste modo o ano letivo de 2016. Administrativos estão com salários atrasados desde novembro, quando o governo deveria ter pago o 1/3 de férias. Já os professores não recebem desde dezembro, tendo o governo já dito que não tem previsão para o pagamento dos salários de janeiro.

A Semed alega que não recebeu recursos sufientes. Em dezembro o governo disse que pagaria 60% da divida, porém agora alega não ter como pagar. Neste momento a categoria segue em caminhada pelas ruas da cidade, rumo a Semed, e depois se encaminhará ao Ministério Público pasra formalizar denúncia contra a Prefeitura.

© Copyright SINTEPP

Desenvolvido por Netozip

Receber informativos exclusivos

Cadastre-se para receber nossos boletins informativos, aviso de lives e reuniões do SINTEPP

Também não gostamos de SPAM, fique tranquilo, seus dados estão guardados de forma segura e utilizaremos exclusivamente para enviar nossas novidades.