Abaetetuba: categoria reunida em assembleia decide, a greve continua!

Em greve desde 2ª quinzena de maio, os (as) trabalhadores (as) em educação da Rede Municipal de Ensino de Abaetetuba, na Regional Baixo-Tocantins do Sintepp, realizaram ontem (12) assembleia geral e deliberaram pela continuidade do movimento paredista.

Nestes 31 dias de paralisação, o sindicato lembrou que a movimentação reflete o descompromisso do governo Francinete (PSDB) com a educação pública da cidade, e que segue aberto ao diálogo, porém se questionou: como aceitar calado irregularidades no uso das verbas para a educação?

Além de continuar na luta por merenda escolar, melhor estrutura física de ambientes escolares e transporte seguro para a comunidade, a categoria analisou as folhas de dezembro/13 a maio/14 e detectou que existe um “grupo de pessoas” que recebem gratificações que não tem amparo legal, o que no entendimento da dos (as) educadores (as) caracteriza favorecimento pessoal.

O documento expõe que o referido “grupo” está recebendo gratificações de dedicação, adicional pessoal e de substituição, o que provoca uma diferenciação direta entre os educadores e fere o PCCR.

A Coordenação Regional do Sintepp também informou que está irregularidade provoca uma contradição grave. Os relatórios da folha mostram um número pequeno de temporários, porém a categoria sabe da necessidade de realização de concurso público. Por isso a assembleia reafirmou a urgência de encaminhamento da pauta de realização de concurso público pelo governo.

Outra questão prioritária é o reajuste do Piso. No último período detectam-se perdas de cerca de 5%. E na última reunião com o secretário de educação novamente foi apresentada pelo governo a justificativa de que não há como devolver estes valores, pois o município na linha da lei de responsabilidade fiscal. A assembleia então reafirmou que não aceitará a continuidade destas perdas!

Na manhã de hoje (13) a categoria realizou um ato público, que teve concentração em frente a Rádio Guarani (Centro) e seguiu para a Câmara Municipal com o intuito de pressionar os vereadores a realizar uma audiência pública para debater a má gestão dos recursos para a educação.

Além da atividade, os trabalhadores já confirmaram a realização de novo ato público na sexta-feira (15), às 8h, na Pça. Francisco Monteiro. Segundo a Coordenação da Subsede, “mesmo a data sendo de “dupla comemoração” (feriado de adesão do Pará à Independência e aniversário da cidade), a educação não terá o que comemorar”.

A Coordenação Estadual se manterá acompanhando os desdobramentos da luta em Abaetetuba e reafirma o compromisso com a valorização da educação pública, com qualidade social.

Francinete pague o que deve à educação!

Só conquista quem luta!            

 

Leia mais:

http://www.sintepp.kinghost.net/abaetetuba-greve-ultrapassa-3a-semana/

http://www.sintepp.kinghost.net/greves-no-interior-acompanhe-a-movimentacao-das-lutas/

http://www.sintepp.kinghost.net/prefeitos-endurecem-e-categoria-responde-com-luta/

 

© Copyright SINTEPP

Desenvolvido por Netozip

Receber informativos exclusivos

Cadastre-se para receber nossos boletins informativos, aviso de lives e reuniões do SINTEPP

Também não gostamos de SPAM, fique tranquilo, seus dados estão guardados de forma segura e utilizaremos exclusivamente para enviar nossas novidades.