SINTEPP Portel denuncia precariedade no ensino remoto e kits de alimentação escolar

ATENÇÃO MINISTÉRIO PÚBLICO – GUARDIÃO DOS DIREITOS COLETIVOS.

CADÊ O CONSELHO TUTELAR? NOSSAS CRIANÇAS NÃO TEM PERSPECTIVA DE AO MENOS ENSINO REMOTO E AINDA ESTÃO SEM OS KITS DE MERENDA!

Famílias Portelense pedem providências urgente ao governo Municipal e vereadores quanto a distribuição dos kits de alimentação escolar.

Já estamos no mês de Abril e até o momento nenhuma atitude foi tomada pelo governo de Paulo Ferreira (MDB), quanto a distribuição dos kits de alimentação escolar para os alunos da rede municipal de Ensino. Até o momento não houve também nenhuma manifestação do Poder Legislativo.

Várias denúncias foram realizadas ao Ministério Público Local pelo Conselho de Alimentação Escolar – CAE.

A alimentação escolar se constitui em um DIREITO dos alunos e, sobretudo, neste momento de maior VULNERABILIDADE SOCIAL, deve contribuir na alimentação de milhares de crianças que nesse exato momento passam FOME.

Nossas crianças precisam, merecem e tem direito na alimentação escolar e em uma vida digna. Quem tem fome tem pressa.

Ajude a voz das famílias Portelense ecoarem até chegar naqueles que podem resolver este problema que afeta diretamente crianças de nossa cidade.

Pedimos em nome das famílias que o Ministério Público, na pessoa de Dr. Rodrigo Vasconcelos que olhe pelas nossas crianças e tome com maior brevidade as providências cabíveis.

© Copyright SINTEPP

Desenvolvido por Netozip

Receber informativos exclusivos

Cadastre-se para receber nossos boletins informativos, aviso de lives e reuniões do SINTEPP

Também não gostamos de SPAM, fique tranquilo, seus dados estão guardados de forma segura e utilizaremos exclusivamente para enviar nossas novidades.