SINTEPP Marabá destaca que isolamento social não é férias

É importante destacar que o isolamento social não é sinônimo de férias como algumas equipes de governos vem entendendo, pois nenhum trabalhador está de férias, mas sim confinados. 

Estamos em um momento de defesa pela vida e pelos direitos por isso nos contrapomos a qualquer ideia de antecipação da férias dos servidores porque seria um pagamento antecipado das férias sem gozo das férias normais quando a pandemia passar, até mesmo para os governos utilizarem o argumento que tivemos tempo suficiente de férias durante o isolamento social. 

Em última reunião do Conselho Municipal de Educação realizada no dia 16/04 quando se ventilou a ideia de antecipação de férias, nos posicionamos contrários a essa pauta, porém nada foi votado sobre esta questão.

A Semed apresentou uma proposta de elaboração de planos de aula em casa durante a pandemia com o intuito de enviar os mesmos para as direções das escolas, para quando a pandemia passar poderem ser aplicados na escola. Uma forma de garantir o trabalho mesmo em casa para todos, inclusive os temporários. Segundo a Semed, será criado um banco de dados para armazenar os planejamentos. A proposta está em análise pelos conselheiros e não foi votada ainda, até porque ainda carece de mais informações acerca do acesso dos professores que estão na zona rural e de fato como funcionaria este processo.

Conforme não temos um cenário de melhora a nível nacional e muito menos em nossa região, há um indicativo de edição de novos decretos para manter a suspensão das aulas. Por enquanto, é ficar em casa para evitar o contágio com o novo coronavírus.

Coordenação SINTEPP Marabá.

SINTEPP MARABÁ REIVINDICA CONTINUIDADE DO ISOLAMENTO SOCIAL, PROTEÇÃO SANITÁRIA E SUSPENSÃO DOS DESCONTOS CONSIGNADOS

O cenário nacional apresenta grandes desafios para todas as equipes de governos, organizações, empresas, trabalhadores, sindicatos, e demais segmentos que compõem a sociedade, tendo em vista que o Brasil não está preparado para uma pandemia em massa, pois faltou nas últimas décadas investimento e valorização no serviço público, sobretudo na área da saúde.

Acompanhamos alarmados a crise política instalada no país com um presidente tresloucado fazendo tudo ao contrário das orientações da Organização Mundial de Saúde junto com os políticos espertalhões de plantão aproveitando-se de uma crise sanitária global para retirar ainda mais direitos dos trabalhadores, de quebra congelando os débitos dos governos com os trabalhadores.

Tudo nos leva a crer que estamos sendo conduzidos por uma direção desgovernada de pessoas que pouco se importam com a vida humana e os trabalhadores que estão lá na ponta são os que mais sofrem com a crise da pandemia do Coronavírus no Brasil.

Contudo, reivindicamos da Secretaria de Educação – Semed: 

a) materiais adequados de proteção para os Agentes de Portaria que infelizmente ainda se mantém nos postos de trabalho sem contato social nas escolas, porém sem proteção adequada o suficiente para manterem sua segurança contra a Covid – 19;

b) continuidade do isolamento social em um momento que cresce vertiginosamente o número dos infectados atingindo 30 mil casos e quase 2 mil mortes no Brasil;

c) Suspensão dos descontos consignados enquanto durar o Isolamento Social.

Que tenhamos clareza que o momento é muito sério e grave para toda população brasileira e todas as medidas preventivas são válidas para não perder quem amamos e não sobrecarregar o sistema de saúde que foi tão maltratado e precarizado nos últimos anos. 

Coordenação SINTEPP Marabá.

Geisi Dias

Read Previous

Nota de Esclarecimento – SINTEPP Breves

Read Next

17 de Abril: 24 anos do massacre de Eldorado do Carajás

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *