Em Breves, categoria decide não retornar com atividades letivas

A DECISÃO DE NÃO RETORNAR ÀS ATIVIDADES LETIVAS PÓS FÉRIAS É ATÉ QUE O GOVERNO GARANTA OS DIREITOS REIVINDICADOS.

Trabalhadores em educação da rede municipal de Breves reuniram-se em assembleia geral nesta terça-feira, 30 de julho, para discutir os avanços nas discussões em mesa de negociação entre SINTEPP e SEMED, após a última assembleia de 28 de junho, na qual a categoria deliberou por não retomar as atividades letivas após as férias, enquanto não houvesse avanço nas negociações com o governo sobre sua pauta de reivindicação, principalmente sobre o reajuste salarial aos profissionais do Grupo de Apoio Educacional, ampliação da jornada de todos os docentes efetivos até limite de 40h/a, e retroativos (pendentes há vários meses). 

Na assembleia de hoje a categoria avaliou o conteúdo da reunião com representante do Ministério Público Estadual em 10 de julho, à qual foram convocados, pelo próprio MP, o SINTEPP, o CACS/FUNDEB, o Conselho de Alimentação Escolar, o Conselho Municipal de Educação, a Câmara Municipal de Vereadores e a SEMED. Na oportunidade a SEMED não se fez presente e o representante dos vereadores, Toninho Dias, teve que se retirar da reunião ainda no início, informando que teria que participar de outra reunião. Essas ausências, inviabilizaram qualquer avanço no sentido de solucionar as problemáticas apresentadas na pauta de reivindicação dos trabalhadores, as quais carecem fundamentalmente de atitudes urgentes da secretária municipal de educação, do prefeito municipal e dos vereadores.

Foi avaliado também o fato de ainda não ter ocorrido nenhuma reunião da coordenação do SINTEPP com a gestão da SEMED no período entre a data da última assembleia e a de hoje e, por fim, avaliou o OFÍCIO Nº0233/2019 enviado ao SINTEPP na tarde de hoje, pela secretária de educação do município, Diana Amorim, no qual confirma o agendamento de reunião com dois representantes da categoria para a próxima sexta-feira, no prédio da SEMED, às 10h30min.

Os trabalhadores reunidos concluíram que a análise desses fatos os remete à mesma situação na qual estavam antes das férias, sem avanço concreto rumo ao atendimento de suas LEGÍTIMAS REIVINDICAÇÕES, havendo, portanto, a necessidade de manter a mobilização coletiva enquanto o governo não se posicionar no sentido de garantir os seus direitos. Nesse sentido, a assembleia deliberou por:

1. MANTER A DELIBERAÇÃO DA ÚLTIMA ASSEMBLEIA, NÃO RETORNANDO ÀS ATIVIDADES A PARTIR DE AMANHÃ.

2. AGUARDAR A REUNIÃO AGENDADA PELA SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO. 

3. FAZER NOVA ASSEMBLEIA GERAL NA SEXTA-FEIRA (02/08) AS 16H30MIN PARA AVALIAR O CONTEÚDO DA REUNIÃO E, A PARTIR DE TAL AVALIAÇÃO, DELIBERAR PELA MANUTENÇÃO DO NÃO RETORNO OU DO RETORNO IMEDIATO ÀS ATIVIDADES.

A CATEGORIA ESPERA QUE O DESFECHO DESSA REUNIÃO SEJA POSITIVO E QUE HAJA SOLUÇÃO DE PROBLEMAS QUE SE ESTENDERAM POR TODO O PRIMEIRO SEMESTRE, SEM QUE HOUVESSE PROVIDÊNCIAS CONCRETAS POR PARTE DO GOVERNO MUNICIPAL, TRAZENDO GRAVES PREJUÍZOS.

ASCOM SINTEPP/Breves

netozip

Read Previous

XV Encontro Nacional do Proifes-Federação

Read Next

De volta à luta!