Moção em apoio à greve dos trabalhadores em educação do Amapá

O Sindicato das Trabalhadoras e Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp) manifesta seu apoio e solidariedade à greve dos trabalhadores em educação da rede pública de ensino do estado do Amapá e repudia a decisão judicial que busca criminalizar esse legítimo movimento com multa diária de R$ 300,00 ao Sindicato dos Servidores Públicos em Educação do Amapá – Sinsepeap.

A greve é um direto conquistado pela classe trabalhadora a duras penas e a decisão do tribunal amapaense fere o direito de greve com justificativas de que a “educação é um direito fundamental e que deve ser garantido por ser um serviço essencial”.

Já vivemos situação parecida em nossa luta em defesa da educação pública no estado do Pará e consideramos essa medida um ataque contra os trabalhadores e professores que vêm acumulando perdas salariais ao longo de cinco anos e ainda foram surpreendidos com a proposta de reajuste zero para o ano de 2019 do governo de Waldez Góes (PDT).

Manifestamos nosso repúdio a essas atitudes do governador e do judiciário amapaense contra o os educadores e apoiamos integralmente a greve como principal instrumento de luta pelos direitos destes trabalhadores.

  • Todo apoio a greve dos educadores amapaenses!
  • Abaixo a criminalização do movimento!
Coordenação Estadual Sintepp – Sindicato das Trabalhadoras e Trabalhadores em Educação Pública do Pará.

netozip

Read Previous

Assembleia da Educação em Belém vota Greve Geral Dia 14 de junho

Read Next

Educação em Breves deve parar nos dias 13 e 14 de junho