SITUAÇÃO DOS VIGIAS É DEBATIDA ENTRE SINTEPP BREVES E SEMED

Na segunda-feira, 18, a Coordenação do SINTEPP/Breves esteve reunida com a SEMED, na Casa dos Conselhos, para discutir a situação salarial dos agentes de vigilância educacionais.

Na oportunidade, a secretária de educação apresentou seus argumentos para a retirada das horas-extras fixas antes recebidas por esses profissionais.

Por sua vez, o SINTEPP apresentou uma proposta de regulamentação salarial desses servidores com a introdução do adicional de periculosidade, da correção do cálculo do adicional noturno e ainda comprovou a existência de sobrecarga de trabalho no total das horas trabalhadas no período noturno equivalente a 15 horas mensais.

Após exaustivo debate, ficou firmado que o SINTEPP deverá apresentar num prazo de 10 dias um parecer técnico com a finalidade de garantir o pagamento do adicional de periculosidade, bem como um levantamento das horas trabalhadas que extrapolam a jornada mensal de trabalho para que os agentes de vigilância educacionais possam ter os seus proventos compensados.

Na oportunidade, a SEMED aceitou pagar as horas-extras trabalhadas, mas que não foram pagas nos meses de janeiro e fevereiro, desde que isso seja efetivamente comprovado nas frequências encaminhadas pelos diretores. O referido pagamento deve ocorrer conforme programação a ser apresentada pela SEMED.

Ainda na reunião, a secretária se comprometeu a reunir novamente com o Sindicato na quarta-feira, 20/03, para apresentar as providências sobre outros pontos da pauta de reivindicações da categoria, tais como: atualização salarial dos servidores de apoio, técnicos e administrativo, portaria de lotação e outros.

O SINTEPP foi representado pelos coordenadores Quintino Neto, Socorro Marques e Francisco Evangelista e, ainda pelo professor Fabio Paes e pelos agentes de vigilância educacionais Jega Serrão e Eliel Silva.

Participaram pela SEMED, a secretária Diana Amorim, a chefe da DILOT, Antônia Amaral, o diretor administrativo e financeiro, Cléo e a assessora jurídica Ana Ceres Torres.

netozip

Read Previous

SINTEPP REDENÇÃO RECEBE PRÊMIO PELA LUTA EM FAVOR DA EDUCAÇÃO LOCAL

Read Next

Castanhal: VITÓRIA DOS PROFESSORES