SINTEPP DE REDENÇÃO CONQUISTA APROVAÇÃO DA REFORMULAÇÃO DO PCCR UNIFICADO DA CATEGORIA

A Reformulação do PCCR (Planos de Cargos, Carreira e Remuneração) dos Profissionais da Educação de Redenção é uma luta que teve iniiní logo após a primeira reformulação (2007). Desde então o Sintepp local, ano após ano tem protocolado junto a SEMED (Secretaria Municipal de Educação) as solicitações com seus anexos reivindicando a reformulação. Chegou  vez de receber nossas solicitações o então secretário municipal Vanderly Moreira, que prontamente acolheu e seguiu com a paridade.

Algumas tensões permearam o processo, pois após quase tudo concluído, o Sintepp local observou ambiguidade redacional e encaminhou 16 emendas aditivas e supressivas ao projeto de lei 007/2018, na clara intenção de amarrar e garantir os direitos legais que poderia ter interpretação errada.

Em audiência pública do dia 14 de fevereiro subiram à tribuna da Câmara em defesa da aprovação os coordenadores(a) Maria Dina, Francinete Silva, Marcelo Flávio e Vanderley Sousa tendo na platéia toda coordenação local e a categoria presente. Foi um momento de aplausos e fortalecimento da categoria.

Assim quis Deus que passados exatos 12 anos, no dia 21 de fevereiro de 2019, às 13h, no plenário da Câmara Municipal de Redenção, mais uma página na história da educação de Redenção fosse escrita.

Foi aprovada então por unanimidade a segunda reformulação do PCCR da categoria da Educação de Redenção. “Fico imensamente feliz por ter somado e contribuído com esses dois momentos históricos da nossa educação pois participei das duas edições de reformulações. Não citarei nomes para não ser injusto com ninguém, prefiro simplesmente agradecer a toda nova coordenação unificada em nome dos seus coordenadores gerais Gean Miranda e Vanderley Sousa, pois este foi um trabalho conjunto que mostrou mais uma vez que conviver com diferenças é possível e necessário, principalmente se temos um bom combate a frente, que é a defesa da nossa categoria”, destacou Marcelo Flávio Coordenador Júridico/ Redenção.

Veja imagens da audiência na Câmara de Redenção.

netozip

Read Previous

O Sintepp Portel: diálogo formativo sobre Educação como Direito “Epistêmico” com os quilombolas de Tauçú

Read Next

12|03 – Assembleia Geral da Categoria