Bragança deflagra GREVE na rede municipal a partir de 22.08

A decisão foi tomada em assembleia geral no último dia 16.08 e entre as principais reivindicações das (os) trabalhadoras (es) em educação bragantinas (os) estão pagamento imediato dos salários de mês de julho/2016 e contemplando 100% da folha; Garantia dos próximos pagamentos do mês referente até o quinto dia útil do mês subsequente; Merenda escolar; Prestação de contas do FUNDEB.

Leia abaixo nota encaminhada pela Coordenação da Subsede

Na manhã do dia 16/08, na quadra da escola Maricotinha, os servidores da Educação Municipal reunidos em Assembleia Geral aprovaram DEFLAGRAÇÃO DE GREVE, após avaliarem que as reuniões com a gestão municipal não trouxeram as respostas esperadas pela categoria. Sendo assim a Coordenação Municipal do Sintepp vem a público informar toda a comunidade escolar e bragantina que a partir de segunda-feira (22/08) as atividades nas escolas municipais serão suspensas até que o gestor municipal apresente as respostas que a categoria busca.

Entre as pautas de reivindicações e que desencadearam a deflagração da greve estão:

*Pagamento imediato dos salários referentes ao mês de julho/2016 e contemplando 100% da folha;

*Garantia dos próximos pagamentos do mês referente até o quinto dia útil do mês subsequente; *Merenda escolar;

*Prestação de contas do FUNDEB.

Atenção categoria para agenda de luta!!!

*Quarta-feira (17/08): Mobilização e reuniões com a comunidade escolar em suas respectivas escolas – permanente;

*Quinta-feira(18/08)

8:00h: Ato na Câmara Municipal;

13:00h: Mobilização nas escolas área rural. (Concentração: Sintepp)

*Sexta-feira (19/08):

Mobilização nas escolas; 13:00h: Mobilzação nas escolas do interior (concentração: Sintepp);

*Segunda-feira  (22/08): Grande ATO da Educação.

Concentração: Pça. do Maricotinha

Hora: 8:00h.

Convocamos todos os servidores a aderirem o movimento grevista e junto fortalecer e lutar por seus direitos.

Greve é um direito, não nos calarão!!!

Geisi Dias

Read Previous

24|08 – Paralisação Estadual: a luta não pode parar!

Read Next

Sem salários, funcionários interditam PA-140

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *