Em Monte Alegre, no Oeste paraense, alunos estudam no alagado

A imagem de estudantes assistindo aula em um galpão imundado começou a circular nas redes sociais desde o último dia 16|06. O registro é de três semanas atrás e foi feito na Comunidade Murumuru, instituição que é anexa da EE. Francisco Nobre, na cidade de Monte Alegre no Oeste do Pará.

Comunitários da Escola anexo Murumuru, localizada na zona rural de Monte Alegre, denunciaram as precárias condições de infraestrutura a que estão submetidos naquela unidade de ensino.

Uma foto divulgada nas redes sociais na semana passada mostra estudantes assistindo aula em um local completamente insalubre e com os pés erguidos para não pisar na água que se acumula pelo chão de um espaço que está longe de ser considerado um ambiente digno para uma sala de aula (ainda que no ambiente haja empenho docente e discente para o desenvolvimento do saber).

Foto: (Divulgação Facebook)
Foto: (Divulgação Facebook)

A Comunidade relatou ainda que a instituição, que fica cerca de 45 km da sede do município, já chegou a funcionar debaixo de mangueiras. O Sintepp, antecipando a denúncia, adianta que exige um posicionamento imediato do governo Jatene|Ana Hage para mais este caso absurdo e que encaminhará para os órgãos competentes a situação a fim de que as devidas providências sejam tomadas para a garantia dos direitos educacionais destes jovens. A Escola Murumuru tem uma média de 300 estudantes enturmados do ensino médio regular neste ano letivo de 2016.

Geisi Dias

Read Previous

Sintepp participa de II ENE e confirma compromisso de luta pelos “10% do PIB para a Educação Pública”

Read Next

Seduc não tem resposta para classe estudantil sobre redução da matriz curricular

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *