Diante do recuo do governo, categoria suspendeu greve em Moju

A Subsede do Sintepp/Moju informa que voltou ao estado de greve. Caso o governo não cumpra o acordo até o final deste mês de abril a categoria paralisará novamente suas atividades pela garantia da reformulação do Plano de Cargos e Carreira Remunerada (PCCR) e por Abono Salarial.

Os (as) trabalhadores (as) em educação estavam em greve desde 08 de abril contra o prefeito Deodoro Pantoja (PSDB), que não cumpriu o acordo feito na justiça com Sintepp sobre a reformulação do PCCR e o pagamento do abono salarial já garantido em lei.

Em assembleia geral das (os) educadoras (os) no dia 14 de abril, após audiência entre Siindicato e governo, mediada pelo Ministério Público de Moju, as (os) trabalhadoras (os) resolveram aceitar a proposta do prefeito e suspender a greve.

A proposta do governo municipal foi a seguinte: audiência no dia 20 de abril para marcar datas de reuniões permanentes para a reformulação do PCCR e compromisso de pagar o abono salarial até fim do mês de abril/2016.

A categoria suspendeu a greve com sentimento de vitória, diante deste recuo do prefeito, mas manterá o estado de greve. E caso o governo não cumpra o acordo feito diante do Ministério Público retornará a greve no dia 02 de maio, por tempo indeterminado.

Leia mais:

http://sintepp.org.br/2015/03/sintepp-e-prefeitura-de-moju-nao-chegam-a-consenso/

http://sintepp.org.br/2015/03/moju-desmandos-do-prefeito-levam-categoria-a-greve/

Sintepp Sindicato

Read Previous

Servidores Públicos Estaduais realizaram ato e aprovaram assembleia unificada para a próxima quinta-feira (28)

Read Next

Nova Coordenação do Sintepp Irituia toma posse

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *