Trabalhadores (as) em educação debatem Campanha 2016 e aprovam ato unificado

Todos (as) ao ato unificado de 19|04, às 13h00, na SEAD.

Reunidos (as) em assembleia geral na manhã da última sexta-feira (15), na EE. Cordeiro de Farias, trabalhadores (as) em educação da rede estadual de ensino debateram os principais pontos da agenda de Campanha para o ano de 2016, destacando-se a questão da redução da matriz curricular que tem mobilizado milhares de estudantes e trabalhadores em educação em todo Estado.

No primeiro ponto referente aos informes gerais , foram prestados informações pela direção do sindicato sobre a participação da entidade no Fórum Estadual dos Servidores Públicos Estaduais, que realizou ato público nesta quinta-feira (14) e tentou audiência na Secretaria de Administração (SEAD), tendo a agenda remarcada para a próxima terça-feira (19); quanto ao Fórum Estadual de Educação o Sintepp reforçou que a entidade, que existe desde 2010 na Universidade Federal do Pará e reúne periodicamente as terças-feiras, está se debruçando na elaboração de quadro expositivo que mostre a realidade dos impactos da redução da matriz curricular no ensino médio, dessa forma, levantando os problemas pedagógicos na proposta enviada ao Conselho Estadual de Educação por Jatene.

Também foram repassados informes sobre a mobilização nos distritos, Subsedes e Regionais com ampla aceitação da comunidade escolar, que está apreensiva com os efeitos das propostas do governo estadual para a educação.

Durante a assembleia realizou-se uma saudação ao aniversário de 36 anos do SOME pelos professores presentes, lembrando de todos os ataques patrocinado pelo governo Jatene a este importante projeto político-pedagógico para levar a educação pública aos mais longínquos recantos de nosso Estado.

Em relação aos servidores municipais, a direção do sindicato informou das movimentações em conjunto com as demais entidades representativas de servidores municipais de Belém, para pressionar o governo Zenaldo Coutinho em Belém, para responder a pauta de reivindicações dos trabalhadores da PMB, registrou também a resistência e luta dos servidores municipais contra o projeto do executivo municipal, encaminhado e aprovado na CMB, onde foram extintos cargos importantes para a educação do ponto de vista técnico, como é o caso dos bibliotecários.

Foi aberto espaço para a saudação dos estudantes do Ensino Médio presentes à assembleia, protagonistas do vitorioso ato público ocorrido na manhã de quinta-feira (14), em que estimativas da Coordenação de mobilização apontaram para mais 5.000 estudantes nas ruas em luta pela qualidade de ensino no Estado do Pará, enfrentando as políticas de descaso com a educação pública.

Sobre a pauta da campanha salarial, a coordenação do sindicato informou ao conjunto do plenário a posição do governo Jatene a pauta de reivindicações da categoria, onde o destaque principal foi a confirmação do Calote do Piso, que já deveria ter sido pago desde janeiro o novo valor do PSPN. O conjunto das falas dos presentes na assembleia apontou para a necessidade de organização da categoria para enfrentar a política de privatização e desvalorização dos trabalhadores e trabalhadoras em educação.

Foi reafirmado que a nossa categoria está em Estado de Greve, que as mobilizações nos distritos, municípios e escolas deveram se intensificar para colocar na ordem do dia da categoria a luta contra o Calote do Piso, contra a redução das aulas, Contra as precárias condições de trabalho, Contra o PLC 257/16 que retira direitos.

Para aprofundar o debate sobre a Redução da Matriz Curricular e sobre a Jornada/hora atividade foi aprovada a realização de seminários ainda no mês de maio sobre estas questões.

Como deliberação da assembleia foi aprovado também a participação no Ato Unificado dos servidores estaduais, na próxima terça feira (19) a partir das 13 horas em frente a SEAD (Av. Almirante Barroso, com Chaco) para exigir que a pauta geral seja atendida como, reajuste real para serviço público estadual, concurso público, reajuste do auxílio alimentação, defesa do IASEP, e etc.

Leia também: http://sintepp.org.br/2016/04/tribunal-de-justica-determina-suspensao-de-sessao-do-cee-sobre-matrizes-curriculares/

Sintepp Sindicato

Read Previous

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DETERMINA SUSPENSÃO DE SESSÃO DO CEE SOBRE MATRIZES CURRICULARES

Read Next

19 de abril: "Ato unificado dos servidores públicos estaduais

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *