Zenaldo, tire a mão do meu cargo! Amanhã (16) todos à CMB

O Fórum de Entidades Sindicais do município de Belém realizou na manhã desta terça-feira (15) ato público, a partir das 9h00, em frente a Prefeitura de Belém. Este dia de paralisação se deu pela luta contra a extinção de cargos, proposta pelo prefeito Zenaldo Coutinho à Câmara Municipal de Belém (CMB).

Mais de 49 cargos estão sob ameaça. Depois que novamente o prefeito justificou que estava em outra agenda e que por isso não receberia a comissão de trabalhadores destacada durante o ato, os servidores municipais seguiram em caravana para a CMB.

Em sessão da câmara dos vereadores de ontem (14), o presidente da casa o então vereador Orlando Reis (PSD), anunciou sessão especial para hoje (15) para a votação do projeto de lei que pretende extinguir mais de 49 cargos públicos. A decisão foi questionada pelos vereadores da bancada de oposição.

O vereador Fernando Carneiro (PSOL) falou que “é arbitrária e uma evidente tentativa de golpe aos trabalhadores colocar na pauta do dia a votação de um projeto que já havia sido retirado da CMB”. O parlamentar alega que para ser votado o projeto teria de passar por todos os trâmites legais da Casa. O vereador também cobrou, junto com a vereadora Marinor Brito (PSOL), o estudo de impacto do projeto, que até o momento não foi apresentado.

Os vereadores do PSOL entraram com mandato de segurança, baseados nos dois questionamentos acima para suspender a sessão, para evitar que projeto seja votado sem os devidos esclarecimentos.

Com a galeria lotada de funcionários públicos que não aceitarão a extinção de seus cargos, houve forte pressão no plenário e a votação foi suspensa. E remarcada para esta quarta-feira (16). Portanto, avise seus colegas. Vamos voltar à CMB amanhã (16), às 10h00 e contamos com o apoio de todos!

 

Sintepp Sindicato

Read Previous

Seminário do SOME debate diretrizes de luta e defesa do projeto

Read Next

Hora Atividade, Jornada e Educação Especial são pautadas em audiência

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *