A greve está mantida, a culpa é do Salame!

Trabalhadores (as) em educação do município de Marabá estão em greve desde o último dia 12.02. A decisão foi tomada diante da recusa do prefeito João Salame (PMDB) de negociar com a categoria. No ultimo dia 15 os educadores ocuparam a sede da prefeitura.

A intransigência do prefeito deixou cerca de 50 mil alunos sem aula. Entre as principais reivindicações estão a regressão de promoções, ameaças de alterações no PCCR, a desvalorização do pessoal de apoio e a falta de estrutura nas escolas. Há denuncia de que as salas de aula são pequenas e estão superlotadas.

Sintepp Sindicato

Read Previous

Lei facilita o acesso a eventos culturais para profissionais da educação

Read Next

22|Fev – Sessão Especial na ALEPA para discutir a Eleição direta para diretor

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *