CARTA ABERTA À COMUNIDADE DA PRATINHA

O Governo Simão Jatene (PSDB), copiando o que há de negativo na gestão do colega de partido, Geraldo Alckmin, governador de São Paulo, onde centenas de escolas estão sendo fechadas, reserva ingratas surpresas para o ano letivo de 2016 no Estado do Pará, e lamentavelmente tais impactos serão sentidos em toda região Metropolitana.
Para não arcar com as despesas da educação, o governador, além de fechar escolas, vai remanejar alunos, o que além de reduzir carga horária do trabalhador em educação, desestimulará ainda mais o estudante, especialmente o do turno da noite, que em sua maioria é o aluno trabalhador que passa o dia cumprindo sua jornada de trabalho e só tem o horário noturno para estudo, observa-se aí uma contradição pedagógica uma vez que se o governo fecha o turno na escola próxima à residência do aluno desestimula ainda mais sua frequência em sala de aula.
A Escola Estadual Eunice Weaver, por exemplo, deve reduzir a quantidade de turmas à noite, o que fará com que estudantes tenham, obrigatoriamente, que deixar a escola e se matricular em outras mais distantes, problema que se agravará com a violência e a insegurança, principalmente no turno da noite.
No caso dos alunos da escola referida acima, serão remanejados para uma escola conveniada em péssimas condições de infra estrutura, com salas de aulas com espaço reduzido para demanda, dessa forma, favorecendo a indústria de aluguel de espaços privados, para fazer caixa para os aliados do governo.
A previsão de mudança já é para o ano letivo de 2016 e está sendo projetada sem a devida consulta à sociedade, que é a principal afetada por essas modificações. Isso se chama autoritarismo e não concordamos com isso!
Convocamos alunos, pais, professores, funcionários e comunidade se somarem conosco na luta pela manutenção do turno da noite da escola que serve à comunidade da Pratinha há mais de 30 anos, formando gerações e encaminhado muitos jovens para o ensino superior.
Participe da audiência pública no dia 19/01 (terça-feira) em defesa da Escola Eunice Weaver
Local: Ministério Público do Estado (Praça Felipe Patroni, atrás da prefeitura de Belém) às 10 horas
NÃO PODEMOS SER LEMBRADOS NO FUTURO COMO A GERAÇÃO QUE VIU O DESMONTE EDUCAÇÃO PÚBLICA ACONTECER E NADA FEZ PRA TENTAR IMPEDIR.

Sintepp Sindicato

Read Previous

Descontos serão suspensos a partir deste mês

Read Next

Jatene, agora é oficial pague o piso já!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *