Projeto de Lei da Alepa pretende aumentar abusivamente IASEP. Vamos nos mobilizar!

O Sintepp convoca os (as) trabalhadores (as) em educação que possuem IASEP a comparecerem na Assembleia Legislativa do Pará (Praça Dom Pedro II – Cidade Velha) amanhã (9), às 9h00, para juntos (as) com os (as) demais servidores (as) públicos (as) estaduais e entidades sindicais impedirmos que os deputados aprovem o Projeto de Lei que tramita na Casa e que pretende aumentar em 40% o plano de saúde.

Não nos calaremos para mais este abuso! Portanto, todos (as) lá!

AkO497grkFhG8EjGWhIijOZLjhG-mFI7JAaG4UJOCkRX

Sintepp Sindicato

Read Previous

Comunidade se mobiliza contra perseguição política à dirigente do Sintepp

Read Next

Sintepp realiza 1º Encontro Estadual de Educação e Conselho Estadual de Representantes (CER) nos dias 10,11 e 12 de dezembro

One Comment

  • Nossa categoria é tão desligada, que nem se mexe pra comentar nada por aqui, éguá!!!. É óbvio que esse reajuste é mais uma maldita perseguição contra os trabalhadores, não podemos aceitar.
    Quando o Iasep ainda nem existia, havia o tal PAS, que acredito era bancado em parte, acho que era isso, pelos valores repassados como previdência social ao Igeprev. Ali na Humaitá ode funciona o HSM, havia um prédio onde se atendia casos ligados à Odontologia, fui lá vária vezes e dificilmente pegava fila. Depois veio a tal cobrança de 2% para pagar o PAS, e depois esse famigerado Jánada ou aquele outro ruim que já se foi, reajustaram na marra o desconto para 6%e agora esse alibabá, vem querer nos saquear novamente na cara dura, como se já não bastasse a desgraça causada por ele em rebaixar os salários de praticamente quase todos os servidores nesses últimos anos em especial 2015, onde ele massacrou os professores com redução imediata e imoral de salários e não pagamento de retroativos e perdas históricas. Esse desgoverno já passou de todos os limites da perseguição, incompetência e corrupção (dinheirinho e secretária pra filha (nepotismo descarado), obras paradas e inacabadas, fora escolas caindo aos pedaços e imundas em plena Almirante Barroso). Vamos reagir à altura da forma que for necessária.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *