Incêndio destrói fiação e provoca suspensão das aulas em Barcarena

SINTEPP denuncia

Incêndio destrói fiação e provoca suspensão das aulas na EE. Pe. José Delgares – Vila do Conde em Barcarena

Na tarde da última quarta-feira (24), as aulas foram suspensas na EE. Delgares, na Vila do Conde em Barcarena, depois de um incêndio que destruiu a fiação elétrica. A comunidade denuncia que a calamidade na escola se instalou pela má condução nas obras de infraestrutura.
Há 5 anos começou uma reforma no prédio que não foi concluída. Até o momento as salas não foram climatizadas e nem a rede elétrica reformada, ambos serviços constavam no projeto de reforma. As aulas já foram paralisadas inúmeras vezes por conta disto.
Em abril de 2014 a comunidade veio a Sede da Seduc, em Belém, buscar providências visto que somados a frequente suspensão de aulas estavão a queima de equipamento e protocolos sem respostas encaminhados à Secretaria.
O risco de incêndio sempre esteve vigente. A Rede Celpa já esteve no local em outros momentos, mas fez apenas revisões emergenciais. A comunidade exige que as medidas cabíveis sejam tomadas para garantir a integridade física dos alunos, dos profissionais e das pessoas em geral que moram no entorno da escola e circulam no local.
O prazo para conclusão da climatização dos blocos pedagógicos e administrativos, conforme a placa na frente da escola, é de 120 dias. E as aulas continuam suspensas, pois a Celpa esteve no local fez uma ligação direta, mas ainda não procedeu a instalação de transformador, o que segundo a empresa resolveria o problema. “O fogo começou do lado de fora. E todos começaram a gritar diante do fogo no muro da escola. Por sorte, os alunos estavam em sala e não havia ninguém próximo. Só que tivemos novamente que suspender as aulas por conta da falta de energia”, relatou Adima Monteiro, professora lotada na unidade de ensino. Um estudante conseguiu conter as chamas com um extintor.
A comunidade também denuncia outro grave problema: a insuficiência de funcionários. Faltam de serventes até professores para algumas disciplinas, o que piorou com as medidas autoritárias de Jatene|Helenilson (PSDB) que ao reduzir a carga horária dos professores, mesmo sem ter realizado concurso público para entrada de novos profissionais e estando os alunos matriculados e cadastrados no censo escolar.
A escola tem cerca de 1.000 alunos e é a única na Vila do Conde que oferece o ensino médio. Barcarena tem 10 escolas estaduais; 3 estão sobre risco de desabamento e sem condições de funcionamento; outras 2 em reforma, com os prazos de obra vencidos e sem previsão de conclusão. A Seduc tem conhecimento dos casos e nada faz.

Jatene, onde estão os recursos da educação?

#ReformaJá!

*Imagens cedidas pela comunidade da EE. Pe. José Delgares – Vila do Conde/Barcarena/Pará


 

Sintepp Sindicato

Read Previous

Seduc burla a lei e privilegia diretora biônica de escola com 320 horas

Read Next

Deodoro de Mendonça faz ato público pelo cumprimento da lei de gestão democrática

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *