A educação está na luta! Categoria faz encenação e cortejo fúnebre no Hangar durante Feira Pan Amazônica do Livro

No 2º dia de acampamento dos (as) trabalhadores (as) em educação da Rede Estadual de Ensino no Hangar, as ações de esclarecimento à sociedade sobre os motivos que levaram a categoria a manter a greve foram cumpridas conforme programadas no encerramento do dia de ontem, 1.

Ainda na parte da manhã desta terça-feira, 2, após a organização da equipe de infraestrutura, foram realizadas atividades lúdicas e educativas para crianças, jovens e demais visitantes da ocupação, que acontece no hall da entrada principal do Hangar, em frente à Av. Dr. Freitas.

Além da Feira do Livro dos Excluídos, proposta pelo coletivo Solar das Artes e demais educadores que doaram e trocaram livros, foram feitos o painel das mãos da greve e a oficina de cartazes. Na oportunidade, os grevistas criaram frases que expressam a angustia da comunidade escolar ao perceber que o governo se mantém alheio e irredutível, quando as pendências da pauta da campanha 2015.

A tarde, os grevistas realizaram uma encenação baseada na obra literária “A epístola do rei e o jardineiro”, de J.J. de Paes Loureiro. O Sintepp agradece a colaboração dos trabalhadores lotados na EE. Eneida de Moraes.

Após a interpretação, os educadores realizaram cortejo fúnebre pelos corredores da Feira, em uma ação simbólica de sepultamento da educação pública, diante da postura autoritária assumida pelo governo Jatene (PSDB) e o secretário de educação Helenilson Pontes.

Observe às pendências da greve e as condições apresentadas pela categoria para a suspensão do movimento:

  1. Suspensão do desconto de greve (Depois de anunciar e executar o desconto de 4 dias no mês de março, o governo, em uma ação punitiva a categoria, diz que descontará 10% ao mês de greve);
  2. Lotação (Garantia de extrapolação de até 260h em regência. O governo, que falava em 220h (Em cumprimento a Lei 8030/14) tem aplicado lotação abaixo de 150h reduzindo ainda mais a remuneração);
  3. Pagamento imediato do retroativo do piso (O governo insiste que pagará o retroativo em parcelas, sendo duas este ano e duas em 2016);
  4. Cronograma de reforma das escolas (Em negociação com o Sintepp, o governo anunciou que teria uma relação de 100 escolas em processo licitatório, porém até agora só repassou para o sindicato confirmação de reforma em 22 escolas);
  5. PCCR unificado (Envio imediato do PL para apreciação da Alepa).

Fique atento (a) a AGENDA da greve

03|06 (quarta)

Local: Hangar

11h00 – Atividades para crianças (pintura e desenho), exposição de conteúdos da greve e da realidade das escolas

14h00 – Oficina de cartazes (preparatória ao ato público)

15h00 – Ato público

16h00 – Roda de Tambores

17h00 – Roda de conversa com os estudantes

18h00 – Apresentação dos grupos de Cultura Regional

19h00 – Aulão do ENEM

04|06 (quinta)

a definir

05|06 (sexta)

16h00 – Assembleia geral – EE Cordeiro de Farias

08|06 (segunda)

16h30 – Reunião com o MPF para apresentar ao órgão ministerial a irresponsabilidade do governo em cortar pontos, inviabilizando desta forma a garantia dos 200 dias letivos assegurados pela LDB.

A Coordenação do Sintepp convoca os trabalhadores à somarem forças contra este ataque do Jatene|Helenilson à educação pública e informa que paralelo às ações do acampamento tenta audiência no Palácio dos Despachos e na Assembleia Legislativa, a fim de solucionar o impasse e garantir que a comunidade escolar não seja ainda mais penalizada pelas atitudes nefastas de Jatene.

Só avança quem luta. Junte-se à nós, fortaleça sua entidade de classe, venha para o Sintepp.

https://www.youtube.com/playlist?list=PLDlZKlDKJZyAo7F4-oubOw5tmiR4QOkRp

Sintepp Sindicato

Read Previous

Categoria organiza atividades durante acampamento do Hangar

Read Next

Categoria mantém acampamento no Hangar e prepara ações do feriado (4) na Feira

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *