Nota de repúdio à diretora da 16ª URE e demais diretores…

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará (SINTEPP) – Subsede Tucuruí, na Regional Tocantina, dirige-se à categoria e à sociedade em geral para repudiar a atitude lamentável da Diretora da 16ª URE, profª Sonia Rosa, e dos diretores (as) das escolas da Rede Estadual no município que vêm fazendo terrorismo pelas redes sociais ameaçando os profissionais da educação com faltas caso venham a aderir à paralisação de hoje (11).

Aos educadores de Tucuruí reafirmamos que o Sintepp manterá a paralisação como forma de advertência ao Governo do Estado, que vem descumprindo acordos feitos com a categoria, assumidos inclusive perante à Justiça.

O ato é de pleno conhecimento da SEDUC e por consequência da 16ª URE, uma vez que estamos apenas antecipando o movimento que acontecerá nos dias 19 e 20/03 em todo o Estado do Pará., já que nesse período será feriado em nossa cidade.

O motivo principal de nossa ação é combater mais uma tentativa de lesar os direitos dos trabalhadores da educação, principalmente na questão salarial, visto que a SEDUC não fez o reajuste do Piso Salarial Nacional nos meses de Janeiro e fevereiro, que é de 13,01%.

À Profª. Sônia Rosa aconselhamos que em vez de ameaçar os trabalhadores, cumpra com suas funções, e agilize o pagamento dos pró-labores de dezenas de servidores que têm procurado o Sindicato, se sentido prejudicados; que responda à sociedade o porquê que a obra da Escola Rui Barbosa não foi concluída. Pedimos que vá fazer uma visita à escola para ver que as salas de aula são escuras e que no lugar das janelas de vidro existem tapumes improvisados, feitos de restos de forro PVC pelos próprios alunos; que tente com toda sua influência junto às autoridades municipais e estaduais acelerar a construção da Escola Ana Pontes, que foi derrubada de forma irresponsável, jogando alunos e professores à própria sorte em salas alugadas do setor privado; que cumpra a lei e ponha em prática a Gestão Democrática, chamando as eleições diretas para diretores de cada unidade educacional, para que a comunidade possa ter voz dentro da escola.

Como dissemos a paralisação deste 11/03 é apenas uma advertência. Reafirmamos aqui também a disposição para aderir à GREVE caso seja decidida pela categoria na Assembleia Geral do próximo dia 20 na capital, Belém.

Só avança quem luta!

Coordenação da Subsede de Tucuruí.

Sintepp Sindicato

Read Previous

12|Março – Aos servidores municipais de Belém – Audiência Pública na CMB, 15h

Read Next

Salvaterra: prefeito suspende aulas …

2 Comments

  • Gostaria de deixar registrado a minha indignação com a ” nova política ” de lotação adotada pelo governo,em especial pelo direcionamento adotado pela gestora da use 4…num determinado momento seremos lotados com 150 horas de regência mais Hp…num outro momento “ela” ( a seduc ou a gestora) modifica tudo novamente acrescentando mais 30 horas que diz ser extrapolação,ficando cada professor com 180 horas de regência totalizando com a hp 230 horas cada docente…ontem os diretores veiculados a essa Use foram chamados novamente para serem informados que as trintas horas acrescentadas na semana passada foram suprimidas… O que não posso aceitar é esse tira e coloca de carga horária como se fôssemos meros fantoches… Sem contar o desgaste emocional que provoca entre diretores e docentes…Quero porque sou sindicalizada que este órgão que me representa juridicamente se posicione efetivamente sobre esse desrespeito… Sabemos que isso é uma estratégia para mudar o foco da cobrança do piso,mas também não podemos aceitar esse desrespeito com nossa categoria… Sabendo que a questão da lotação afeta diretamente nossa vida econômica,sem contar que o turno da noite ficará sem professor,por conta de falta de respeito com os professores,com os diretores que sentem na pele o assédio moral tão bem praticado pelos gestoras das Uses…Sem contar os rumores que chegam de outros docentes que essa ” apalhaça ” de põe e retira carga horária é apenas na Use 4…Estamos nos mobilizando e formando uma pequena comissão em nossa escola para ir a seduc cobrar providências, saber se o direcionamento da Use é realmente válida ou abusiva. Gostaria que esse sindicado tomasse uma providência,pois sabemos que tal politicagem é para sobrar carga horária e eles o gestoras enquadrarem os seus…É inadmissível colocar contratado tendo docente com carga horária disponível …tirar um professor efetivo para colocar um contratado. Fica o meu registro e a minha indignação.

    • Dia 19 tem marcha da educação contra as atrocidades cometidas por Jatene contra os trabalhadores em educação! Compareça contamos com sua ajuda para barrar esses abusos contra a educação!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *