28|10: Dia do funcionalismo público, momento para seguir na luta

O funcionalismo público tem o dia de hoje (28|10) como data para comemoração desde a década de 1930. No entanto, as condições de trabalho, a valorização profissional e a garantia de direitos aos (as) trabalhadores (as) estão longe do almejado.

As políticas neoliberais, assentadas na meritocracia e na terceirização do serviço público, provocam uma brutal precarização e ataques aos direitos e às condições de trabalho e tem como resultado final o adoecimento do (a) trabalhador (a).

Na Rede Estadual de ensino, por exemplo, o Sintepp necessitou protagonizar no ano passado uma das maiores greves de sua história, além do pouco avanço nas tentativas de negociação, em pauta estavam a perspectiva de anular a violação de direitos trabalhistas (já regidos por Lei, inclusive) e a obtenção de novas conquistas como a gestão democrática e a lotação por jornada de trabalho (inexistentes a época).

Tais vitórias, porém, pareciam e até agora parecem caminhar a passos lentos, o que nos leva a crer que estamos longe de ser prioridade para os governos Simão Jatene (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), reeleitos no fim de semana passado para os cargos de governador e presidenta, respectivamente.

Nas Redes Municipais de ensino do Pará já se constata com elevada preocupação o número de mais de 30 greves só neste ano letivo de 2014, e a ação deliberada dos prefeitos aponta para má utilização de recursos do FUNDEB, péssimas condições de trabalho e retirada de direitos já outrora conquistados.

A Coordenação Estadual do Sintepp, no entanto aproveita este espaço para parabenizar todos (as) os (as) servidores (as) públicos (as) de nosso estado e aproveita para convocá-los (as) para festejar a coragem de não aceitar o retrocesso. Por isso mantemo-nos vigilantes.

Só conquista quem luta!

Junte-se a nós, venha para o Sintepp.

Sintepp Sindicato

Read Previous

Nordeste II: Plenária de Salinópolis reafirma plano de lutas aprovado em Congresso e organiza a política sindical das Subsedes

Read Next

Sintepp vai ao TJE cobrar que desembargadores freiem ataques de prefeitos aos direitos dos (as) trabalhadores (as)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *