Bom Jesus do Tocantins avança para 4ª semana em greve

Os (as) trabalhadores (as) em educação do município de Bom Jesus do Tocantins, na Regional Sudeste do Sintepp, estão em greve desde o dia 04.08. Piso, retroativo, jornada de trabalho e enquadramento de classe estão entre as principais reivindicações da categoria. Porém, o prefeito Sidney Moreira (PT) não facilita as negociações.

Os (as) educadores (as) seguem mobilizados nas escolas e em assembleia geral votaram pela continuidade do movimento até que as demandas apresentadas ao governo sejam atendidas.

São cerca de 150 trabalhadores (as), entre professores (as), técnicos (as) e pessoal de apoio com as atividades paralisadas nas 17 escolas da Rede Municipal de ensino.

Ontem (27) a Coordenação Estadual esteve novamente no município para acompanhar a Regional. A comunidade escolar realizou um ato público que saiu da sede do sindicato rumo a Câmara Municipal, visto que o prefeito já busca a judialização do movimento. O ato terminou na praça da cidade e foi chamado pela população de Cortejo público da educação.

O Sintepp esclarece à sociedade que a intolerância do governo Sidney só prejudica os quase 3.000 alunos matriculados para este ano letivo e que não aceitará ser responsabilizado pelo caos estabelecido pelo governante em Bom Jesus do Tocantins.

Logo, reiteramos as principais reivindicações da categoria:

  1. Reformulação do Plano de carreira do magistério;
  2. Reformulação do Plano de Carreira dos Profissionais da prefeitura 40%;
  3. Reformulação do Regime Jurídico Único;
  4. Cronograma de licença premio;
  5. Equipamentos de segurança no trabalho;
  6. Piso Salarial Nacional com retroativo de janeiro a julho;
  7. Hora atividade; JORNADA DE TRABALHO;
  8. Enquadramento dos profissionais nas suas respectivas classes e níveis; Climatização das salas de aula;
  9. Água filtrada para os nossos alunos.

Além de Bom Jesus, a Coordenação do Sintepp tem confirmação de greves em andamento nos municípios de Abaetetuba, Aveiro, Concórdia e Senador José Porfírio. E segue resistente na luta em defesa de uma educação pública com qualidade social.

Lembramos, governo nenhum cala o Sintepp, pois nosso compromisso é com a valorização profissional de todos (as) os (as) trabalhadores (as) em educação.

Sidney atenda as demandas da categoria!

Só conquista quem luta!

Fotos: Arquivo Sintepp/Divulgação FB

 

Sintepp Sindicato

Read Previous

Copa Sintepp de Futsal define campeãs de mais três Regionais

Read Next

Greves no interior: categoria em movimento na defesa da educação pública

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *