Cortes na educação afetam em cheio o Ensino Básico

No mês passado o MEC anunciou o bloqueio de R$ 348 milhões em livros didáticos.

No início do mês de agosto o site de notícias UOL divulgou o anúncio do governo Bolsonaro do final de julho em que se confirmava o bloqueio de 348 milhões de reais na “produção, aquisição e administração de livros e materiais didáticos e pedagógicos para a educação básica”.

Em uma região como a nossa, onde o IDEB tem baixado ao longo dos anos, como reflexo da política de desvalorização da educação e do educador ainda sentidos pelos passados oito anos da gestão tucano de Simão Jatene e rescaldados no governo Helder Barbalho, a notícia cai como uma bomba.

Nossos enfrentamentos de não cumprimento da lei do piso, congelamento do PCCR, baixa qualidade na alimentação e transporte escolar, escolas com reformas precarizadas, falta de professores e profissionais de apoio e corpo pedagógico suficientes para o funcionamento de estabelecimentos de ensino estão ainda mais vulneráveis.

Sem a garantia do material didático o que fica para o desenvolvimento do ensino/aprendizagem de nossos discentes?     

Geisi Dias

Read Previous

CAMPANHA DE DOAÇÃO DE SANGUE

Read Next

Sintepp consegue decisões judiciais para bloquear recursos de precatórios Fundef/Fundeb em municípios paraenses

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *