Sintepp repudia pronunciamento de Bolsonaro e defende suspensão das atividades escolares

O SINTEPP vem a público repudiar a manifestação de desprezo pela vida e pelo conhecimento expressados em rede nacional pelo presidente Jair Bolsonaro.

Em seu pronunciamento acerca da Pandemia da Covid-19, Bolsonaro extrapola todos os limites da sensatez e da responsabilidade, novamente apresentando um desequilíbrio poucas vezes presenciado em uma pessoa pública, o que se agrava pelo cargo que ocupa.

A sua fala, minimizando o risco da Covid-19, não só reafirma seu descompromisso com o conhecimento científico, ao qual vem atacando sistematicamente, inclusive com cortes de verbas, e também com a urbanidade obrigatória à ele como presidente, mas escancara seu desprezo pela vida, incentivando o povo brasileiro a fazer o contrário do resto da população mundial, chegando ao cúmulo de pressionar a volta às aulas nas redes de ensino.

No alto de sua arrogância e sandice, sem se preocupar com as estatísticas, o presidente menospreza a possibilidade de colapso na rede de saúde, o que pode colocar nosso país no topo de mortes pela pandemia. De quebra desautoriza seu ministro da saúde – Luiz Henrique Mandetta, que parece ser a única voz sensata no desgoverno Bolsonaro, além de se contrapor à toda experiência dolorosa de outros países.

Além disso, ao invés de buscar mecanismos de proteção aos trabalhadores do mercado informal, aos subempregados, aos desempregados e aos desalentados, o presidente força uma “volta à normalidade” das atividades econômicas, expondo assim o povo brasileiro.

A despeito dos esforços feitos pelos governadores Brasil afora, para reduzir a curva de infecção pela Covid-19, orientando o máximo de isolamento possível, Bolsonaro desafia os demais poderes e até o pacto federativo, e (des)orienta parte de nosso povo, induzindo-o ao erro.

Nosso Sindicato se soma aos milhares de brasileiros e brasileiras que se colocam ao lado do conhecimento científico e da racionalidade, reforçando o apelo para que nos mantenhamos o máximo possível em isolamento domiciliar, evitando ao máximo aglomerações e seguindo à risca as recomendações de higiene, para que essa pandemia cesse o mais breve possível, tenha o mínimo possível de vítimas fatais, e não seja usada para aprofundar ainda mais a desigualdade, a miséria e os ataques aos direitos de trabalhadoras e trabalhadores.

Sendo assim, exigimos ainda a prometida distribuição das cestas de alimentos aos estudantes mais vulneráveis e carentes, procedendo a imediata suspensão de todas as atividades escolares ainda em curso, por causar risco à parcela significativa de nossa categoria, obrigando-a em se manter nas escolas desnecessariamente.

O povo brasileiro, e paraense, não vai e nem pode novamente pagar pela crise!

#Fora Bolsonaro

#Pelo Fim da EC 95

#Pelo Fortalecimento do SUS

#Pela Suspensão do Pagamento da Dívida Pública

#Pela Taxação das Grandes Fortunas

#Pela Garantia do Emprego e Salário

#Por Uma Educação Pública de Qualidade

#Por Mais Recursos para Educação.

Coordenação Estadual do SINTEPP.

Geisi Dias

Read Previous

SINTEPP cobra do Estado suspensão plena das atividades escolares

Read Next

Precatórios FUNDEF – Julgamento ADPF 528

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *