EDUCAÇÃO EM MARABÁ APROVA ESTADO DE GREVE

TIÃO PAGUE NOSSOS ATRASADOS!

Em 10 de outubro, a assembleia geral dos trabalhadores em educação de Marabá aprovou Estado de Greve em virtude do não pagamento dos atrasados.

O Governo Tião Miranda ( PTB) tem saldo positivo nas contas e não acena para o que nos deve.

No mês de outubro, os professores, auxiliares de Secretaria, agentes de portaria, merendeiras, assistentes administrativos e auxiliares de limpeza não têm nada a comemorar e seguem sem reajuste do salário, visa Vale defasado, sem promoção e valorização profissional. Uma vergonha para um município que bate recordes na arrecadação municipal.

Os agentes de portaria estão nas escolas propensos aos assaltos e criminalidade, além de que as mulheres estão em situação pior com a nova jornada de trabalho com vulnerabilidade sem políticas de segurança pública no serviço público.

Os professores começam a se indignar com a imposição da Nova Base Nacional Comum que tem aspectos e características excludentes sobre o verdadeiro papel social da Escola. Sem hora-atividade e aumento efetivo da carga horária de trabalho.

Essa intensificação de trabalho tem causado o adoecimento dos professores na rede municipal, tendo em vista que giram em torno de 500 substituições geradas na folha de pagamento entre as licenças garantidas em geral no Regime Jurídico Único.

O Governo segue com o discurso que paga os salários em dias, com o corte dos salários dos próprios servidores, além de que, os demais profissionais da educação estão com os salários achatados e estagnados.

Vamos seguir na nossa mobilização pra denunciar as mazelas e precarização do serviço público em Marabá!

Prefeito, pague o que nos deve! Respeito não tem preço!

A COORDENAÇÃO

Geisi Dias

Read Previous

Seremos Resistência! Seremos Luta!

Read Next

A Regional Sul realiza o seu 13º Congresso dos (as) Trabalhadores (as) em Educação Pública

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *