CARTA ABERTA À COMUNIDADE CURRALINHESE

Desde que a Prefeita ALDA AIRES assumiu a prefeitura em 2017, elegeu os trabalhadores em educação como inimigos e passou a fazer uma série de ataques a categoria como: Cortes nas gratificações, redução da carga horaria, perseguição politica transferindo professores efetivos para o meio rural, destruiu nosso PCCR acabando com a progressão vertical, agora em 2019 não atualizou os salários dos trabalhadores efetivos (professores e apoio/administrativo).

Em janeiro de 2019 nossos salários deveriam ser corrigidos pelo reajuste do Piso Salarial Nacional e pelo Salário Mínimo, é bom esclarecer que desde que nosso PCCR e o Piso Salarial

Nacional foi instituído, em 2011, ainda no governo Miguel Santa Maria, nossos salários não tinham ficado sem correções.

Depois de insistentes tentativas de negociação ao longo do primeiro semestre, em agosto, o governo municipal comprometeu-se em ajustar nossos salários, infelizmente mais uma vez não cumpriu ou deu qualquer justificativa de não ter cumprido o acordado.

Respondendo solicitações de audiências por parte do sindicato, no dia 12 de setembro, fomos comunicados através do oficio nº 373/2019/GABSE/SEMED, da confirmação de audiência para o dia 17/09 (quarta-feira), às 17hs, na Semed, com a presença do contador da Prefeitura Dr. Afonso. Ao chegarmos à Semed, no dia e horário agendado, as portas encontravam-se fechadas, sem ninguém para prestar qualquer informação. Consideramos esse fato um desrespeito e falta de compromisso com todos trabalhadores do Município.

Pela falta de dialogo por parte da Prefeita ALDA AIRES, pelo desrespeito que os educadores estão sendo tratados, os trabalhadores em educação em Assembleia Geral, decidiu paralisar suas atividades a partir do dia 27 de setembro, ficaremos parados até que a prefeita corrija nossos salários, toda responsabilidade pelo possível comprometimento do calendário escolar é da Prefeita.

Nossa luta não é somente por nossos salários que não são respeitados, é também por melhores condições de trabalho e por respeito com os Trabalhadores em Educação, além de aquisição de materiais, qualidade e melhoria na merenda escolar e transporte escolar.


EDUCADORES DO MUNICÍPIO DE CURRALINHO – EM 26/SETEMBRO/2019.

Geisi Dias

Read Previous

Retificação no Edital do PSS do SINTEPP Redenção

Read Next

Nota de Pesar – Aluísio Duarte Gomes

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *