Espaços pedagógicos têm carga horária mantida

Em reunião na tarde de ontem, 27, na SEDUC, os docentes lotados em espaços pedagógicos receberam da Secretária de Educação do Estado, Leila Freire, a garantia de manutenção da carga horária até a finalização da análise de projetos para o ano letivo de 2019.


Os educadores têm também até a próxima semana para ajustar seus projetos e encaminhar via internet para a Secretaria. Concluídos os envios, os docentes passarão por um processo seletivo interno na SEDUC. Os espaços devem contar com sinapse e as escolas que ainda não possuem espaços devem aguardar a criação dos mesmos por parte da Secretaria.
A SEDUC espera garantir a publicação das lotações até esta sexta-feira, 01. E a análise de projetos atuais será realizada, pois não se podem analisar projetos anteriores.
O SINTEPP se posicionou indicando que o processo interno é uma novidade. Então até se efetivarem as lotações as cargas horárias serão mantidas. A Secretária irá solicitar que se dê baixa nas lotações e a categoria comemorou a decisão.
O processo seletivo será para a escola que o educador está lotado. E a entrega de projetos terá prazo estabelecido pelos docentes, posteriormente a SEDUC iniciará o trabalho. O tempo integral terá sua lotação preferencialmente centrada em uma escola.
A entrega de projetos pelos educadores será até o dia 15.03. A análise pela SEDUC será até o dia 20. Caso não se preencha 100% do quadro, a SEDUC lançará novo edital. Até o dia 22.03 a carga horária está garantida, quando abrirão as novas lotações, a prioridade é para os que são efetivos na rede. Serão mantidas as 100 h. essa hora funciona como na escola.
Após a reunião que abordou espaços pedagógicos a secretária ainda reuniu com o sindicato para tratar sobre a remoção de servidores da SEDUC, tendo voltado atrás na medida.

A noite foi dedicada a análise da portaria de lotação, que trará alterações importantes para o servidor, como, por exemplo, a redução de 400 para 300 alunos por assistente de escola, com a perspectiva de redução para 250 no ano letivo de 2020. Já serventes passam a ser responsáveis por sete dependências já neste ano de 2019 e não mais dez. As merendeiras também ganharam uma auxiliar por turno escolar. a reunião tem continuidade na tarde de hoje, 28, na SEDUC.

netozip

Read Previous

Pais de alunos ocupam escola em forma de protesto, em Medicilândia 

Read Next

SINTEPP REÚNE COM GOVERNO PARA DISCUTIR O PAGAMENTO DO PISO