Categoria faz greve na rede municipal de Conceição do Araguaia

A Subsede de Conceição do Araguaia, na Regional Sul do Sintepp, está em greve desde 13 de abril, contra o prefeito Valter Peixoto (PT). As principais reivindicações da categoria são: conclusão imediata das reformas de escolas; atrasos de salários; pagamento do piso de 2015 e 2016; cumprimento do PCCR e retirada do nome dos servidores do Serasa.

O prefeito faz manobras ilegais, pois a Secretaria Municipal de Educação (Semed) desconta direto nos contracheques dos servidores o consignado e o mesmo não repassa esse desconto aos bancos. Diante dessa situação as agências bancárias têm levado o nome das (os) educadoras (os) ao Serasa. O prefeito está lesando a Categoria, e não senta com os (as) trabalhadores (as) para se explicar.

O Coordenador Geral do Sintepp, Anilton Bartolomeu, relatou que “o atraso salarial tem levado a categoria se endividar. O pagamento tem sido feito com atraso de pelo menos 50 dias”. Outro problema que o professor apontou é “as reformas que nunca acabam e as escolas que continuam com estruturas precárias na sede do município e na zona rural”.

Nesses últimos 16 dias de luta as (os) educadoras (os) do município têm realizado passeatas nas ruas junto com pais, estudantes e a comunidade em geral. Houve o fechamento da ponte Araguaia/Tocantins, e em frente à Prefeitura os (as) servidores (as) fizeram um panelaço e encenação de velório simbolizando a morte da educação no município.

A categoria segue mobilizada junto à população de Conceição do Araguaia em defesa da garantia de direitos e da tão sonhada educação gratuita e de qualidade.

Leia também: http://sintepp.org.br/2014/12/conceicao-do-araguaia-garantia-de-inclusao-de-emendas-ao-pccr-finalizam-greve/

http://sintepp.org.br/2014/10/conceicao-do-araguaia-atraso-no-pagamento-e-suspeita-de-desvio-de-verbas-do-fundeb-levam-categoria-a-greve/

Sintepp Sindicato

Read Previous

Servidores (as) públicos (as) estaduais aprovam paralisação para 11 e 12|05

Read Next

Escola do Outeiro paralisa atividades por falta de segurança

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *