Violência nas escolas de Abaetetuba leva comunidade escolar a cobrar providências da Seduc

Cerca de 40 representantes da comunidade escolar da EE. Carmem Cardoso Ferreira do município de Abaetetuba, na Regional Baixo-Tocantins do Sintepp, estiveram na Seduc hoje (21) pela manhã para cobrar providencias quanto à crescente violência entre alunos e ex-alunos que vem inviabilizando o processo de ensino e aprendizagem na instituição.

O problema da violência na escola vem de longa data, mas nada foi encaminhado até então. Em agosto passado ocorreu um arrastão dentro da escola, um BO ainda foi feito, mas ficou por isso mesmo.

O fato mais recente incidiu na Feira de  Ciências da escola, no início de dezembro/14 foi bem mais grave. Um aluno teve que ser socorrido dentro da escola após ser esfaqueado por outros de uma gangue rival, após ter baleado um rapaz do grupo que o atacou.

O que foi alvejado pelo tiro fugiu e foi para o hospital. Já o esfaqueado foi levado pelos professores para o hospital, porque nem o Corpo de Bombeiros, nem o Samu local foram até a escola. Ambos foram trazidos para o Hospital Metropolitano, mas o jovem baleado veio a falecer. Não se sabe qual o estado de saúde do outro.
A gangue do baleado chegou a ameaçar invadir o hospital que precisou de reforço policial. Até a ambulância que veio à Belém precisou ser escoltada por uma viatura da Polícia Militar.

O Sintepp vem, recorrentemente, cobrando do Governo do Estado respostas em relação à violência nas escolas, que deve ser responsabilizado por este e outros episódios.
A categoria recorreu ao Ministério Público Estadual ainda em dezembro passado, que instaurou uma Ação Civil Pública, sem respostas até o momento.
A cobrança emergencial da comunidade escolar é a elevação do muro e policiamento ostensivo na escola, visto que há ameaças de invasão do local para acertos de contas.

A unidade escolar também apresenta problemas de infraestrutura. No inicio a Seduc não queria receber a comunidade, porém diante da pressão, o diretor de Logística da Seduc, Alex Gomes, recebeu a comunidade. Houve a garantia da realização de uma visita técnica amanhã (22) ao local.

Só avança quem luta!

Sintepp Sindicato

Read Previous

06 de fevereiro – Assembleia Geral, construção da campanha salarial 2015

Read Next

12|fev – Assembleia geral da Rede Municipal – Centro Social de Nazaré, 9h

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *