Coordenação Estadual visita Subsede de Irituia e debate conjuntura

A Subsede de Irituia, na Regional Nordeste I do Sintepp, solicitou ontem (19) visita da Coordenação Estadual para falar de questões internas. Foram abordados imposto sindical e construção da sede. Existem ainda atrasos no repasse do imposto sindical por parte do governo Anchieta. Porém, o diálogo com o mesmo é difícil. O dinheiro dos trabalhadores foi descontado em março, mas o governo não repassou para o Sintepp.
O sindicato vai entrar com uma ação de apropriação indébita. Até agora também não foi feito o pagamento do 13°.
Organização interna fortalece luta da Subsede: em cada município existem particularidades. Portanto, é importante manter um boletim mensal e a movimentação das redes sociais. Afinal, a disputa e a organização da Subsede foram grandes vitórias.
2015 se anuncia como um ano complicado e difícil para os trabalhadores. O governo federal vem na perspectiva de enxugamento da máquina pública. E a tendência dos governos estadual e municipais deve ser a de acompanhar essa lógica.
Com o afastamento de nomes da Seduc e a convocação de pessoas desalinhadas a educação que empurram a categoria para o descalabro o cenário parece cada vez pior.
As alterações nos PCCR’s dos municípios estão provocando perdas de direitos históricos para os educadores.
A pressão dos secretários de educação para a correção na base de cálculo do piso pode levar os professores a ganharem apenas um salário mínimo, daqui a poucos anos.
A garantia de incorporação previdenciária pode ser um dos pontos de ataque do governo no próximo período.
Portanto, faz-se providencial a unificação da categoria. A Coordenação Estadual se mantém a disposição da articulação das lutas no interior.
Só conquista quem luta!
Foto: arquivo Sintepp

Sintepp Sindicato

Read Previous

Curralinho: "Categoria em greve exige pagamento de salários"

Read Next

Belém – Greve|2014: "Ministério Público Estadual acata proposta de calendário de reposição das aulas."

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *