Sintepp na luta pelo fim das opressões e na defesa de políticas de fortalecimento da classe trabalhadora

Dando continuidade ao XXI Congresso Estadual do Sintepp, na tarde desta sexta-feira (28), no Pará Clube em Belém, iniciou a pouco o painel de Política de combate às opressões.
 
Por decisão do plenário, a mesa de debate de Política de combate às Opressões foi readequada para painel, a fim de evitar maiores atrasos na programação. As resoluções propostas serão avaliadas em bloco, devendo ser votadas na plenária final.
 
Contribuíram para o momento Mônica Brito (Intersindical), Wellingta Macedo (Quilombo Raça e Classe), Jairo Santos (CUT) e Andrea Solimões (Unidos pra lutar). Na coordenação da mesa estiveram os coordenadores estaduais do sindicato, Ray Barreto e Alacyd Silva. A debatedora Elisety Veiga da SDDH, justificou a impossibilidade de participar das discussões considerando-se o atraso na programação.
 
“Propor políticas que consolidem o fim das opressões nas escolas e na sociedade é um dos compromissos do Sintepp. Pautar estratégias de enfrentamento ao machismo, homofobia e racismo e consolidar uma posição que combata as tentativas de alas mais conservadoras em nossa sociedade que induzam o retrocesso da redução da maioridade penal, criminalizando crianças e jovens e sepultando o futuro é um de nossos desafios”, comentou Alacyd Silva.
 
Neste momento ocorre a mesa de debates sobre Política Sindical, com um representante de caa resolução proposta. Assista a transmissão ao vivo pelo link: 
http://youtu.be/mWsN-FiAj9A 
 
Logo após será instalada a mesa de Política Educacional. Para encerrar a noite, às 22h, haverá o Baile do Sintepp, com Jorginho e Banda. A entrada é franca. 
 
Acesse nossas mídias
Site: sintepp.org.br
FB: Sintepp Estadual (Comunidade)
Twitter: @Sintepp
Youtube: Sintepp (canal)
Email: sintepp@sintepp.org.br/comunicacao@sintepp.org.br

Sintepp Sindicato

Read Previous

XXI Congresso Estadual do Sintepp – CO antecipa abertura credenciamento

Read Next

Propostas de resoluções confirmam o compromisso com a democracia interna do Sintepp

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *