Assembleia Municipal dia 02 de outubro, 9h

Zenaldo devolva o dinheiro que não é seu!

Greve é um direito!

O prefeito de Belém, Zenaldo (PSDB) elegeu os formatos mais ferozes para o trato com educação pública, a punição, a perseguição e o assédio. Primeiro dizia que nossa greve não existia, quando percebeu que não nos intimidaria com falsas propagandas na mídia local, contratou irregularmente temporários para assumir nas turmas.

A pauta, que não avançou em 2013, segue estagnada este ano. Insistentemente a Coordenação da Executiva Belém do Sintepp tem se dirigido ao governo para cobrar ações que valorizem o profissional da educação e que promovam melhorias nas condições de ensino e aprendizagem de nossos alunos, no entanto o prefeito ignora nosso sindicato.

A judicialização da greve foi mais uma provocação de Zenaldo aos (as) educadores (as). No entanto, o autoritarismo do psdbista não nos intimidou e nem o fará. Enquanto o prefeito ataca o sindicato e castiga a educação, nossas unidades de ensino padecem com prédios mal estruturados e que na maioria das vezes nem oferecem as especificidades básicas para o desenvolvimento cognitivo dos estudantes. Isso tem que ser denunciado!

Da pauta de reivindicação para a campanha de 2014, a categoria deliberou em assembleia o enxugamento da mesma. Observe abaixo alguns dos principais pontos:

  1.  Criação imediata do PCCR unificado;
  2. Pagamento do piso salarial nacional, sem a retirada da hora atividade e hora pedagógica do vencimento base.  
  3. Reajuste do vale alimentação para R$ 500 (congelado há mais de 5 anos).
  4. Melhores condições de trabalho: reforma, construção, estruturação e climatização de escolas, UEI’s e UP’s.
  5. Celeridade no processo de aposentadoria.
  6. Gestão democrática. (Eleições diretas para diretor, sem interferência da Semec)
  7. Pagamento das gratificações de titularidade com valores retroativos.

 Os trabalhadores em educação de Belém suspenderam a greve no primeiro semestre, mesmo sobre ameaça de desconto dos dias parados, na expectativa de garantir uma negociação com o governo. Porém, o desconto ilegal de greve efetivado pelo gestor municipal nos meses posteriores comprovou mais vez que Zenaldo não tem disposição para o diálogo. Precisamos manter a firmeza e unidade que são características fortalecedoras de nossa categoria neste mais de 30 anos de nossa organização sindical.

Ainda aguardamos uma decisão quanto ao mandado de segurança (nº 2014.3166808-4) que solicita o reconhecimento da Lei da Greve e a imediata devolução dos valores descontados ilegalmente nos meses de junho, julho e agosto|14. Portanto, vamos coletivamente definir os rumos de nosso movimento.

Daqui a pouco tem assembleia geral da Rede Municipal de Ensino de Belém, às 9h, no Centro Social de Nazaré (CAN). Mobilize sua escola, chame seus colegas. Participe!

Só conquista quem luta!

Só decide quem participa!

Junte-se a nós, venha para o Sintepp. 

Sintepp Sindicato

Read Previous

Publicação: "A precária realidade da educação nas ilhas de Belém"

Read Next

Governo Zenaldo Coutinho (PSDB) continua tratando educação com arrogância e desdém

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *